19.3.07

a gente nem imagina...


Fui atropelada quando tinha uns 15 anos.
Estava na minha bicicleta e do nada, um carro bateu forte com o vidro lateral no guidon me lançando na calçada, num ponto de ônibus lotado de crianças.
Abri meus olhos ouvindo
_ ‘Cê ta legal? ‘Cê ta legal? E inúmeras cabecinhas me cercando...
A motorista havia brigado com o marido e saiu chateada de casa, com sua Brasília (isso mesmo, não era exatamente um carrão.... :) :) ) e veio bater justamente em mim! (ó céus...)
Ela quis me socorrer e eu não aceitei. Afinal, o que podia acontecer com ela ao volante, nervosa daquele jeito?
Rasguei minha calça jeans nova – presente da minha prima (antes ela que todo o meu joelho...) - meus cotovelos foram premiados com cacos de asfalto (dói pra tirar... :( ) e minha bicicleta se negava a andar reto – só para a direita!
Andando de lado, segurando o guidon com o braço menos machucado e sangrando até a casa da minha tia (que não pode ver sangue :( - detalhe que eu tinha esquecido!) lá fui eu...
Ok, já deu pra notar que não foi exatamente um dia perfeito!
Tinha saído tão feliz, meu destino era a escola, um jogo especial que lotou o ginásio (sem minha presença, lógico) - nem imaginava que ia ser “premiada” por uma Brasília e “lançada” numa calçada.
Não sabemos o que vai acontecer daqui a pouco.
Muitas coisas acho que nem agüentaríamos saber antes da hora...
Mas Deus sabe.
E isso, pelo menos p'rá mim, é o bastante...
Beijos,
Alê

14 comentários:

Anita disse...

Oi Alê, bom dia. Esta mensagem tocou-me profundamente, porque hoje encontro-me um pouco desorientada, pois na passada 6ª. feira um colega de escola do meu filho, com apenas 15 anos, enquanto treinava no clube de futebol, um treino que até parecia simples, caiu no chão e morreu. Assim. Sem mais nem menos. Foi até notícia na televisão. Hoje que se celebra em Portugal o dia do pai, pergunto-me como aquele pai e aquela mãe se devem encontrar neste momento? Será que eles disseram as vezes necessárias o quanto amavam aquele filho? Será que escutaram as vezes necessárias aquele filho? E se fosse com um dos meus filhos como seria? Como eu me estaria sentindo neste momento. Este fim de semana estes pensamentos não me sairam da cabeça, pedindo a Deus por aqueles pais e por todos nós, para que tenhamos tempo, ainda, de dizer aos que nos rodeiam, amigos, familiares, filhos, marido, esposa, irmãos, enfim... um cem nº. de pessoas, o quanto eles são importantes para nós. O quanto os amamos.
Alê desculpa o meu desabafo, tá, mas esta mensagem veio mesmo para mim.
Fiquem bem lindos, fiquem com Deus.
Anita (amor fraternal)

georgia aegerter disse...

Bom saber que essa sua história terminou bem prá vc. Sao bêncaos do pai, pois ele sabia que você estava no caminho de dar muitos frutos...

Boa semana

Lou Mello disse...

Estou vendo, ouvindo e aprendendo. Com você e com os participantes, todos. Estou grato por tanto.

Anônimo disse...

É verdadade Alê!
É maravilhoso ter certeza de que Deus conhece nossa história e Ele é soberano sobre ela!
É maravilhoso descansar na certeza de que estamos sob os cuidados de um Deus perfeito e de amor!
Grande abraço!
Saudade, assim que der apareço!

Henrique!

Anônimo disse...

é legal a gente tentar enxergar um pouco alem... e não se deixar abatar pelos momentos (principalmente os ruins)... mas a maioria das vezes e díficil pensar assim...
Bjao p vcs aí!!!
Rebeca

gedmar disse...

histórias da alê...
achoq me lembro disso... vc contando daquele seu jeito meio melodramático, ora rindo ora quase choramdo... muito legal!!!
bjos!!

Andreia do Flautim disse...

Olá!=)

Pois é, nunca sabemos o que nos pode acontcer. Ainda bem que não foi nada de mais grave!

Beijinho

lilicuth_the_original disse...

tb já fui atropeladaa!!
eh horrivel a sensaçaoo!!!!
um filme passou pela minha cabeça,só sei que quando levantei com a cabeça toda sangrando,e senti meu corpo inteiro,fiquei de pé,dei graças a Deus!!foi até uma reaçao que eu nem imaginava que eu teria!!!!!
graças a Deus ficou tudo bem!!há quem diga que sou meio sequelada ainda, mais aí sao casos a parte!!
ahuHAUhauhUHAUhahA
falando serio...é verdade,nao sabemos o que pode acontecer,pq em fraçao de segundos,tudo pode mudar!!!a parada é deixar Deus sempre a frente,pq por mais que as coisas mudem,a gente vai estar seguro nEle!!!


te amo minha lider!!!!!
muita coisa msmo!!!

..
*

Dulce Gomes disse...

Você é mesmo fantástica, amiga!
Quantas coisas o Senhor tem realizado através da sua vida, do Alberto e do pequeno Calebe. Deus sabe mesmo o que faz e a Sua Obra é completa. Louvo ao Altíssimo Deus de Israel por vocês existirem e por fazerem parte de nossas vidas. Como é maravilhoso vivermos no Altar do Pai e sabermos que Ele cuida de nós com tanto Zelo e com Amor Imensurável! Extraordinário é estar entregue de maneira absoluta nas Mãos do Mestre!
Grande beijo no Amor de Cristo Jesus!

Fernanda disse...

Bom dia Alê,
nós só possuímos o que estamos preparados para possuir, por isso não sabemos o futuro.Sem dúvida, o Omnipotente tem os seus designíos para nós e suas razões.
Beijos!

alealb disse...

Anita, querida que Deus possa consolar os seus corações. Ele tudo pode fazer não é?! mil beijos!
Geórgia, um grande beijo p'rá vc querida!!!
Lou, obrigada pelas palavras tão gentis! beijinhos!
Henrique, aparece quando puder!que Deus te abençoe, beijão!
é a Rebeca Ferrão ou a Motta? muitos beijos, ok?!!!!
Gedmar - "jeito melodramático" - ai, ai, como assim? eu estava sofrendo!!! e lógico que você lembra, você inclusive ligou p'rá saber porque eu não tinha aparecido na escola... (minha memória funciona... de vez em quando...)
beijos meu grande amigo também "melodramático" :) :) :) :)
Andreia - se sinta à vontade por aqui, ok? um beijão,
Liz - eu também te amo... muita coisa mesmo!!! :) beijos,
Dulce - você é um docinho, querida! que Deus a abençoe cada dia mais!
beijos e mais beijos...
Fernanda - é verdade, é isso mesmo!
beijos,
alê

Adriana disse...

É verdade! Bjs

Juliana disse...

concordo com vc!!

bjsss

**C@tuli-> disse...

O futuro a Deus pertence...
Às vezes me preocupo pensando no que virá. Mas acho que é melhor pensar no hoje, deixando que Deus cuide do resto. Ele sabe o que é melhor, embora às vezes eufique triste com algumas coisas que Ele decide fazer. Mas quem sou eu né?
Beijos