22.8.07

teatro...

Há tanto “teatro de vida” no nosso dia-a-dia, tanta falsidade que não é comum viver a transparência de palavras e atitudes.
Em seu livro – Buscar sentido no sofrimento, Peter Kreeft diz que
“... todos fingimos muito... estamos todos envolvidos em um grande fingimento universal.”

Você concorda?
É tão triste...
Beijos,
Alê

5 comentários:

Eliana Arndt Machado disse...

Bom Dia, Al�
A Vida � um Palco. Cada um representando o seu papel.
Sempre foi assim e sempre ser�.
O que tem que mudar � a nossa consci�ncia, os nossos valores, o nosso conceito de Amor, e etc...
Lembrarmos dos ensinamentos deixados pelo Nosso Grande Mestre Jesus Cristo.
Ele tem que ser nosso ponto de refer�ncia.
Um aben�oado dia pra todos,
Fiquem com Deus,
Felicidades,

Cris disse...

Eu concordo, mas ao mesmo tempo vejo que muitas vezes uma boa dose de fingimento é até necessária. A sinceridade a toda hora se torna inconveniente e muitas vezes machuca e magoa. Já pensou se falássemos tudo que pensamos o tempo todo?
O fingimento (não a mentira!) é uma arte, digna de um bom teatro. Fingimos que gostamos do novo corte de cabelo da amiga, da namorada do amigo, da comida da sogra e por ai vai... tudo em nome da boa convivência.
Só tem algumas coisas que não vale fingir: amor, amizade, lealdade...

Anônimo disse...

concordo.
as pessoas fingem ser o que não são para poderem ser aceitas.

bjo

Ghernandes disse...

Bom creio que nem todos são "atores" rsrs e alguns são mals atores rrsrs mas não acho isso uma prática correta devemos ser naturais e "atores"
Deus abençoe

Laíssa disse...

concordo..
quero ser verdadeira sempre!
:* beijoss