3.8.07

handebol

Nunca fui boa em esportes. Na escola não era daquelas logo convidadas para ser da equipe (nem culpo minhas amiguinhas por não me escolherem... eu não me escolheria!! :) :) ).
Ficar no banco não me incomodava, afinal assistir as partidas sempre achei (e acho) um barato!!

Certa vez estava jogando handebol – eu era a goleira (coitado do time...). Que tristeza – os minutos pareciam horas e o time adversário parecia só ter atacantes!!! :(
Ainda no início do jogo, num dos gols que levei a bola me acertou bem forte (sim, a bola acertou em mim, me machucou e ainda foi gol – aquela bola era fantástica!!! :) :) ) e fui para o banco.
Apesar da dor da pancada, ir para o banco foi um alívio para mim (não só para mim... :) :) ).
Algumas vezes me sinto assim – sem preparo, ferida, dolorida e Deus me coloca no "banco" – um lugar que parece ruim mas no fundo, é o lugar onde devo estar - pelo menos naquele momento...
Beijos,
Alê

12 comentários:

Vilma disse...

Ui.. também não tenho um bom relacionamento com as bolas!!
Acho que passaria a vida de banco! Lol
Boa reflexão!

Drews disse...

Uma frase. depois passa no meu.

A verdade alivia mais do que magoa. E estará sempre acima de qualquer falsidade como o óleo sobre a água.

Jaime disse...

Alê,

Hoje me sinto assim com vontade de ir para o banco e só ficar ali quieto observando aprendendo e descansando um pouco.

Cris disse...

Ficar no banco pode trazer uma mistura de sentimentos. Enquanto ficamos aliviados pelo refresco do descanso, podemos ficar pensando que não demos o melhor de nós ou que não somos tão bons quanto os que continuam no jogo.
Mas não temos que ser 100% bons em tudo, temos?
O importante mesmo é aceitar que estamos onde Deus quer que estajamos.

PS. ONDE FICA O BAAAAAAAANCOO!!!??

Lou Mello disse...

Manda o nome e o endereço da pessoa que colocou você no banco. Vou ter uma conversinha com ela.

Rebeca disse...

auahuahuahauhauhauahuaha a historia da POTENCIA! hauahuahuahuahauhauhaua
adoreeei³!
beeijos Alê!!

Malu disse...

putz..
tbm nao sei jogar nd ¬¬
sou pessima em esportes ;~
as vezes axo q pra fugir de certas coisas e nao ter q tomar certas decisões permaneço no banco ;(

te amo alê

Rubinho Osório disse...

Nós, grutenses de carteirinha, temos longa familiaridade com o banco, observadores privilegiados do jogo da vida.
E, quando entramos em campo, só apanhamos mesmo.

Marlene Maravilha disse...

É quando estamos no banco que muitas vezes aprendemos mais a ser pacientes e benignos.
beijos querida e bom final de semana. Que Deus abençoe!

Ghernandes disse...

Entao fala Deus que eu quero te ouvir
Deus abençoe

anita disse...

Oi linda adorei o post. Grande verdade, é preciso algumas vezes ficarmos no banco. Dá para reflectirmos melhor.
Uma abençoada semana para vocês.
Fica bem. Fica com Deus.
Anita (amor fraternal)

Juliana disse...

Deus sabe o melho pra nós!!

bjo