4.12.07

pesos diferentes...

Nos três anos em que fiz ensino médio e nos cinco de faculdade, era normal, ao voltar de casa, carregar bolsas e mais bolsas... muitas vezes parecia impossível carregar tanto peso, mas eu não me queixava pois era um “peso agradável”: comidinhas da mamãe, roupa limpa! : ) : )
Eu carrega com a maior felicidade, afinal, a semana ia ser diferente com aquele bolo, aquela torta, hummmmm....
Todos os primos amavam minhas idas p’rá casa pois a semana seguinte fazia da cozinha o ponto alto da casa! Ninguém conseguia sair de lá... A luz era a última a ser apagada! : ) : )
Mas...
Há pesos desagradáveis que carregamos. E teimamos em carregar - por dias, meses, anos a fio!
Não abrimos mão, levamos com dores na coluna e reclamação nos lábios.
Pesos que parecem tremendos gigantes: preocupações, anseios, angústias, ressentimentos!

Nestes casos devemos lembrar a sensacional frase de Cristo: “Vinde a mim todos vós que estais cansados e oprimidos e Eu vos aliviarei...”
Na verdade, não só lembrar mas viver esta frase que nos orienta a carregar exatamente o que devemos carregar e deixar Cristo carregar o que é demais para nós!
Beijos,
Alê

5 comentários:

Anita disse...

Alê querida já respondi ao teu mail espero que tenhas recebido.
Ao ler este teu post, revi nele a minha filha Marta quando à sexta feira vem para casa, carregada com roupa para lavar, tupperware vazios, para depois os levar cheios de comidinha boa..., computador, enfim como nós cá em Portugal dizemos "vem carregada como o burro do cigano" ela vem sempre ansiosa que eu esteja à espera dela na estação do combóio para me passar as coisas e ficar aliviada. Assim é quando entregamos os nossos pesos ao Senhor e nos sentimos aliviados.
beijos.
Fica bem. Fica com Deus.
Anita (amor fraternal)

Lisá disse...

Se não fosse o facto de Jesus me ajudar a carregar o "fardo pesado" estaria como tantos outros, sem forças para erguer a cabeça e prosseguir. Mas Ele é tão bom!!! Desejo que o mundo conheça o alívio que Ele nos dá!
Beijinhos para todos.

Lou Mello disse...

Onde eu ponho as minhas?

Georgia disse...

Olha, preciso pedir mais ao Pai que carregue mais algum peso pra mim, viu. Pois, ando achando a carga pesada demais ou será a idade?
Belo texto.

Grande beijo

Irenio Silveira Chaves disse...

Oi Alê,
Obrigado pelos prêmios. Vê lá agora o que eu arrumei pra você.