22.6.07

é impossível...


“é impossível remar 24 horas por dia.” (Amyr Klink)
É impossível.
Por mais preparados e capazes que sejamos,
não conseguimos de forma alguma avançar sempre!
Temos de parar,
descansar,
limpar o barco,
respeitar os ventos e as tempestades,
dormir,
nos alimentar, enfim...
pausas são mais que importantes, são inevitáveis!
Então, quando você sentir que não está com os remos na mão e pode estar se atrasando, lembre-se que, descansando um pouco, você pode render muito mais depois!
Beijos,
Alê

10 comentários:

**C@tuli-> disse...

Puxa Alê! eu realmente preciso parar de remar um pouco... esses dias recebi um e-mail sobre o que o século XXI tem feio com a nossa vida. Na verdade, é o que estamos fazendo com ela. Temos mil e uma atividades, e a verdade deixando de fazer o mais importante: viver.
Beijo

simone IBF disse...

oiii!! Saudade de vcs! Para um pouquinho descansa um pouquinho... È verdade é necessário parar descansar, para arrumar os detalhes da vida e prosseguir!

Oi Alê como anda as coisas a vida, calebe tio alb? Seu pai , fernando?
Espero que todos bem!!

BEijão nessa galerinha animada da Orla! Deus abenções vcs!

georgia aegerter disse...

Oi Alê!!!

É isso mesmo. Quando eu levanto muito cedo e tenho muita coisa para fazer. Percebo que à tarde eu já nao rendo mais como pela manha. Ai, me deito 15 minutinhos, tiro um cochilo e tudo fica novo novamente. Espero que nós os servos do Senhor nao tiremos uma pausa muito longa, pois muitos esquecem de voltar,

Bom fim de semana

Lucinha disse...

To chegando na área pra saber como vc tem passado e pra ler suas postagens.
Amo ler suas postagens .
Um abraço amadinha de Cristo e minha tambem..
Fica na Paz do Senhor Jesus.

ana foguinho disse...

Acho que com isso nunca tive muito problema. Sempre dosei relativamente bem meu tempo de descanso e de remar. =)
Mas não é o que se vê por aí, infelizmente. Acho que as pessoas deviam sempre se espelhar no exemplo de Jesus que tinha total consciência da hora de parar e de continuar, né?


Amooo vc! Bjos!

Fernanda disse...

Difícil abrandar o rítmo, obrigar-se a uma pausa, nessa corrida permanente, não? Mas realmente fundamental!
Bom fim semana!
Bjs, Alê.

Cris disse...

E quando você rema contra a maré, então?! A coisa afica pior ainda!
Remar conta a maré, para mim, é remar contra a vontade de Deus para nossas vidas.

Bom final de semana!

Lou Mello disse...

Talvez o Amir estivesse se referindo a remar, apenas. Entretanto, quando o mar fica revolto, e ele próprio ensina isso, se você não remar pode morrer. Aí, a questão de tempo ficará por conta de quem o controla, talvez Pedro ou algum anjo perverso.

Rubinho Osório disse...

Também penso que ao convencer-se de que o barco está nas mãos do mar, e não do remador, a remada fica mais fácil e as pausas mais tranquilas.
Salvo engano...

Marlene Maravilha disse...

As pausas são devidas e necessárias a todo ser humano. Aprendemos muito ao parar para ouvir e descansar! Ficar em silencio vendo o vento passar!
Um lindo texto com tão poucas palavras, mas expressivas demais para quem lê!
Amo fotos de barcos em marinas ou a deriva, esta está linda!
beijos